Aspectos Preponderantes para a Satisfação do Cliente: o Caso 25 de Março

Autores

  • Joyce Gonçalves Altaf
  • Luciana C. Zancanello
  • Gláucia P. de Falco

DOI:

https://doi.org/10.20401/rasi.2.1.74

Palavras-chave:

Comportamento do Consumidor, Fidelização do Consumidor, Consumo popular, Acessórios

Resumo

O estudo do comportamento do consumidor é extremamente importante para o desenvolvimento de estratégias e ferramentas mercadológicas em empresas que visam obter vantagem competitiva no atual ambiente dinâmico e globalizado, podendo utilizar a segmentação de mercado como forma de identificar necessidades e vontades semelhantes de grupos distintos de clientes. Dessa forma, o presente estudo possui como objetivo analisar o comportamento de compra dos consumidores, de uma empresa de acessórios femininos localizada em Juiz de Fora, MG, e denominada de 25 de março, e verificar se esses estão satisfeitos com os serviços e produtos ofertados pela loja. Para isso, foi realizada uma pesquisa quantitativa com uso de um questionário estruturado com 303 clientes da empresa citada. Como resultado da análise das variáveis estudadas chegou-se à conclusão de que os consumidores se mostraram satisfeitos com os serviços e produtos ofertados pelo estabelecimento. Ressalta-se que eles acreditam que o preço que pagam por estes produtos é justo, percebe-se que os clientes preferem pagar um preço menor, por um produto de qualidade inferior e que a empresa precisa estar sempre muito antenada as novidades do mercado, pois a variação do mix de produtos e fundamental para seus clientes comprem com constância. Assim, conclui-se que apesar de satisfeitos ainda é preciso estimular a fidelização do cliente e desenvolver um mix de marketing.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Abril; Ibope. (2009). Entenda as mulheres da classe C. Disponível em: <http://mdemulher.abril.com.br/revistas/midiakit/classe-c-no-brasil/index.html>. Acesso em: 13 set. 2009.

Assael, H. (1998). Customer behavior and marketing action. Boston Masachusetts: PWS-Kelling.

Azevedo, M.; & Mardegan JR.. E. (2009). O consumidor de baixa renda. Rio de Janeiro: Elsevier.

Baker, W., Hutchinson, J., Moore, D., & Nedungadi, P. (1986). Brand familiarity and advertising: effects on the evoked set and brand preference. ACR North American Advances.

Berkman, H. W., Lindquist, J. D., & Sirgy, M. J. (1996). Consumer behavior. illinois.

Demo, P. (1996). Avaliação qualitativa, São Paulo: Cortez.

Dubois, B. (1991). Compreender o consumidor. 2. ed. Lisboa: Publicações Dom Quixote.

Engel, James F.; Blackwell, R. D.; Miniard, P. W. (2000). Comportamento do consumidor. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos.

Grossi, P.; Motta, P. C.; & Hor-Meyll, L. F. (2009). Risco percebido na compra de alimentos porconsumidores de baixa renda. In: CHAUVEL, M.; COHEN, M. Ética, sustentabilidade e sociedade:desafios da nossa era. Rio de Janeiro: Mauad X, 211-232.

Hamilton, K. (2009). Consumer decision mak-ing in low-income families: the case of conflict avoidance. Journal of Consumer Behaviour, 8, 252–267.

Issa Jr., E. (2004). Comportamento do consumidor de baixa renda: um estudo sobre o processo de compara de preservativos. Dissertação (Mestrado em Administração)–Universidade de São Paulo, São Paulo.

Johnson, M. D., & Fornell, C. (1991). A framework for comparing customer satisfaction across individuals and product categories. Journal of economic psychology, 12(2), 267-286.

Johnston, R.; & Clark, G. (2008). Administração de Operações de Serviço. São Paulo: Atlas.

Kahneman, D.; & Tversky, A. (1979). Prospect Theory: An Analysis of Decision Under Risk. Econometrica, 47, 263-291.

Kotler, P. (2000). Administração de marketing. São Paulo: Prentice Hall.

Limeira, T. (2007). Comportamento do Consumidor Brasileiro. 1. ed. São Paulo: Saraiva.

Maslow A . H. (2000). Maslow no Gerenciamento. Rio de Janeiro, Qualitymark.

Mattos, M. P. Z. (2007). O consumidor de baixa renda e sua relação com as marcas no processo de decisão de compra de refrigerante e sabão em pó. 123 f. Dissertação (Mestrado em Administração de Empresas) – PUCRIO, Rio de Janeiro.

Minayo, M. C. (1993). O desafio do conhecimento, São Paulo: Hucitec.

Minor, M.; & Mowen, J.C. (2003). Comportamento do consumidor. São Paulo: Prentice Hall.

Monti, R. (2008). Um novo consumidor está no mercado. Disponível em: <http://www.acessa.com/negocios/arquivo/marketing/2008/04/07-monti/>. Acessoem: 07 dez. 2008.

Nardi, S. (2009). A nova era do consumo de baixa renda. Osasco: Novo Século.

Porter, M. E. (2004). Estratégia Competitiva: técnicas para análise da indústria e da
concorrência. 2ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier.

Prahalad, C. K. (2006). A Riqueza na Base da Pirâmide. Porto Alegre: Bookman.

Richers, R. (1984). O enigmático mas indispensável consumidor: teoria e prática. Revista de Administração da Universidade de São Paulo, 19(3).

Rocha, A.; & Christensen, C. (1999). Marketing: Teoria e Prática no Brasil. São Paulo: Atlas.

Rosemberg, Larry J. (1977). Marketing. São Paulo: Pearson Prentice-Hall.

Rucker, D. D., & Galinsky, A. D. (2008). Desire to acquire: Powerlessness and compensatory consumption. Journal of Consumer Research, 35(2), 257-267.

Sampaio, D., Viscardi, A., Ornelas, R., Nascimento, A., Castro, C., Afonso, D., & Tavares da Silva, R. (2004). Um estudo comparativo sobre o comportamento do consumidor de automóveis novos. Seminários Em Administração FEA-USP, 7.

Schiffman, L. G.; & Kanuk, L. L. (2000). Comportamento do Consumidor. Rio de Janeiro: LTC.

Schneider, B.; & Bowen, D. E. (2000). O modelo das necessidades. In: Revista HSM Management. Rio de Janeiro.

Semenik, R.; & Bamossy, G. J. (1995). Princípio de marketing: uma perspectiva global. São Paulo: Makron Books.

Solomon, M.R. (2008). O comportamento do consumidor: comprando, possuindo e sendo. 5. ed. Porto Alegre: Bookman.

Vieira, V. A. (2003). Comportamento do consumidor. Revista de Administração Empresas (RAE), 2(1).

Publicado

2016-10-29

Edição

Seção

Artigos Científicos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##